quinta-feira, 17 de maio de 2012

Maçonaria no Uruguai

Há mais de 200 anos sob as terras planas do Uruguai caminham maçons e para terem uma idéia o primeiro governador de Montevidéu foi o Irmão José Joaquim de Viana (1751) e antes dele muitos outros colonizadores europeus tinham sido iniciados na Espanha e na Inglaterra. 

Durante os primórdios da história uruguaiana várias potências maçônicas estiveram presentes; em 1807 Irmãos Ingleses fundaram a Loja Montevidéu e é nessa Loja que ocorreu a iniciação de Miguel Furriol (primeiro uruguaio a ser iniciado). Há uma curiosidade histórica sobre estes Irmãos, em 24 de junho de 1807, eles devidamente paramentados promoveram um desfile pelas ruas da cidade. 

Do outro lado do Rio da Prata está Buenos Aires e os Irmãos porteños também fundaram Lojas aqui; a primeira foi Caballeros Racionales e até nós brasileiros, também colaboramos com a Maçonaria Uruguaia, tristemente em uma época que havíamos invadido seu território, as Lojas tinham o título de Los Aristocratas e a Loja Imperial. 

Em 1827 colonos franceses fundam a Loja Enfants du Nouveau Monde e esta Loja era jurisdicionada ao Grande Oriente da França e foi nela que se iniciou um fantástico herói maçônico Giuseppe Garibaldi. 

Mas não foi só a França que teve “Lojas Ultramarinas” A Grande Loja da Filadélfia colaborou na fundação da Loja Asilo da Verdade (1832) que anos mais tarde foram jurisdicionadas ao Grande Oriente do Brasil, que em 1855 concedeu Carta Constitutiva para ao Grande Oriente do Uruguai; um anos após o GOU tornou-se Potência Soberana e Autônoma que mudou sua denominação para Gran Logia de la Masoneria del Uruguay e ela veio a colaborar na fundação de várias Lojas dentro e fora de seu território. 

A história maçônica do Uruguai, Bolívia, Paraguai e Argentina é muito interligada e até hoje várias Lojas fronteiriças promovem intercâmbios fraternos e salutares. Em solo uruguaio os ideais maçônicos encontraram substratos necessários para cumprir e expandir nossa Sublime Ordem. 

Um Irmão me apresentou um trabalho sobre a força da Maçonaria no país e ele citou: Criação da Academia de Jurisprudência, da Associação Espanhola de Socorros Mútuos, da Sociedade dos Amigos da Educação Popular, juristas maçons colaboraram na instalação da Lei que obriga o casamento Civil, Lei sobre Conventos, Cemitérios, Divorcio, das horas de trabalhos, abolição da Pena de Morte e em 1917 após caloroso debate houve a separação da Igreja com Estado. 

Há uma lista de centenas de Maçons Uruguaios que contribuíram para a história do País e do mundo. Em um próximo artigo escreverei sobre o Herói Nacional José Garibaldi. 

Apesar de ter uma extensão territorial pequena, há no Uruguai uma intensa e diversificada atividade maçônica, a maior Potência é a GLMU, mas há outras denominações pouco conhecidas de nós brasileiros; “Distrito Sul da Grande Loja Unida da Inglaterra” trabalham em inglês e com o rito original da GLUI, “Grande Oriente do Uruguai”, Grande Oriente Latinoamericano” que como o “Grande Oriente da Francomaçonaria Mista Universal” e “O Direito Humano” permitem a iniciação de homens e mulheres, e há também Lojas exclusivamente femininas jurisdicionadas à “Grande Loja Feminina do Chile”. 

Gostaría de expressar meus mais sinceros e “calientes” abraços aos Irmãos da Loja Fênix, fundada em 1887 e a todos os demais Irmãos da Gran Logia de la Masonería del Uruguay que me receberam tão afetuosamente que fiquei sem palavras e muito maravilhado pela beleza da Sessão de Iniciação que presenciei, yo estaré siempre listo para ayurdár los. 

Gracias, muchas gracias. Aos demais Irmãos, nunca devemos esquecer que independente do Grau ou do Cargo, somos responsáveis pela integração dos Irmãos e das Lojas, afinal queremos ou não queremos uma Maçonaria Universal? 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Impacto da Maçonaria na vida de um recém iniciado.

Refletindo como fazer um trabalho sobre o efeito da Maçonaria em minha vida após a iniciação, se fez necessário uma análise dos meus dias...