sábado, 17 de março de 2012

Equinócio da Primavera

Há muitos anos, deixamos de ser Maçons Operativos, para nos tornarmos, Maçons Especulativos. Deixamos para trás o materialismo, e partimos em busca da Igualdade, das lutas pela Liberdade e da Fraternidade pura. 

A especulação é o ato de observar, explorar, meditar, raciocinar, fazer teoria pura. Desde que o homem começou seu desenvolvimento mental, sua fonte primária de observação e questionamento tinha origem nos fenômenos da natureza. Alguns lhe causavam medo (o raio), outros prazer (a brisa), e há os que ultrapassam os sentidos físicos. 

As estações do ano, com suas características naturais, regulam toda a atividade econômica, social e cultural das Sociedades, chegando até a influenciar psicologicamente. Das obras do Supremo Artífice, a Primavera, talvez seja a que mais nos inspira à “iniciação”... e ao renascer. 

O ciclo das estações nos remete as mais profundas reflexões. No próximo dia 22, teremos o Equinócio da Primavera. Será a ultima vez neste ano, que teremos o dia, com a mesma duração da noite. Estaremos 12 horas sob a égide do Sol, e 12 horas sob a égide da Lua, astros que decoram nossos Templos e que devem nos inspirar ao estudo de seus significados simbólicos. 

A Primavera é a estação das grandes mudanças, os reinos animal e vegetal saem da letargia e se tornam exuberantes. Para nós, maçons é tempo de crescer e difundir nossos princípios na Sociedade em que cada um está inserido. Na Primavera, as sementes brotam... é hora então, da Maçonaria recolher “a boa semente” e plantá-la no campo fértil de nossa Sublime Ordem. 

Cientificamente, os Equinócios (Outono e Primavera) são explicados como o cruzamento do sol, em sua órbita (como o vemos) com a linha do equador, se a projetarmos para a esfera celeste. Este é o conhecimento concreto, mas, eu insisto em lembrar que somos Maçons Especulativos, e como Livres Pensadores devemos “enxergar acima das aparências”! Nos 365 dias que constituem o ano, em apenas 2 dias temos este sincronismo cósmico. 

Teria o G.·.A.·.D.·.U.·., com toda sua glória e poder, criado tal circunstância sem um propósito maior?  Que reflexões você, estimado Ir.·., faz ao pensar que somente duas vezes no ano, o “caminho/órbita” do Sol (espírito) cruza com o “caminho/linha” da Terra (matéria)?  O que pensa sobre as vinte quatro horas divididas igualmente, entre as trevas e a luz?  

A Primavera, inicia sob os auspícios do Signo Zodiacal de Libra, representado por uma balança - a eqüidade - . Devemos procurar a harmonia, o equilíbrio e acima de tudo a socialização. Então, meus IIr.·., celebremos o Equinócio da Primavera, trabalhando para que nossa Instituição floresça; que cada Irmão, procure acrescentar algo positivo à Obra. 

Assumamos nossa missão de Construtores de uma Sociedade “Justa e Perfeita”. Deixemos para trás a hibernação típica do inverno, e ergamos as Colunas das Lojas. Procuremos na Sociedade, homens que já nasceram Maçons, eles fortalecerão nossas Oficinas. 

Que nos unamos às outras Lojas ou entidades civis, em atividades filantrópicas ou cívicas, para cada vez mais embelezarmos a Missão Maçônica. Que cada Irmão se proponha a refletir sobre o que leu e sabiamente, desenvolva uma Peça de Arquitetura, levando-a para sua Loja, enriquecendo nosso Quarto de Horas de Estudos. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Impacto da Maçonaria na vida de um recém iniciado.

Refletindo como fazer um trabalho sobre o efeito da Maçonaria em minha vida após a iniciação, se fez necessário uma análise dos meus dias...