domingo, 11 de março de 2012

Consistório

Uma breve introdução: O Rito Escocês Antigo e Aceito é composto por 33 Graus que estão divididos em duas etapas: Os Básicos e os Superiores, também conhecidos como Graus Simbólicos e Graus Filosóficos.

A generalização dos graus posteriores ao de Mestre Maçom como sendo Filosóficos é errado.

Do Grau 04 ao Grau 33 todos têm uma filosofia, algo que nos faz “amar a sabedoria” que promove a “investigação crítica e racional dos princípios fundamentais relacionados ao mundo e ao homem”, mas que estão divididos em quatro séries.
Sendo a Primeira Série composta pelos GRAUS INEFÁVEIS (04 a 14),
a Segunda Série abriga os GRAUS HISTÓRICOS E CAPITULARES (15 a 18),
somente na Terceira Série é que temos realmente os GRAUS FILOSÓFICOS (19 a 30),
na Quarta Série temos uma contradição ideológica (como sinônimo ao termo ideário). Os são tratados como GRAUS ADMINISTRATIVOS e todos pensam que ao fazer estes graus o Maçom deverá aprender como administrar alguma coisa e somente quem os alcança descobre que os estudos de um Grande Inspetor Comendador (Grau 31) e Sublime Príncipe do Real Segredo (Grau 32) não são “graus técnicos”, eles encerram em si ensinamentos fantásticos sobre solidariedade, tolerância recíproca, conclamando os iniciados à consciência dos seus deveres e principalmente atuação efetiva em prol da Ordem e da Humanidade.

Estes dois graus são ministrados em um Corpo Maçônico intitulado “Consistório”. Este termo gera certa polêmica por conta da sua ligação direta com a estrutura da Santa Igreja Católica; há UM Consistório que é uma reunião de Cardeais para dar assistência ao Santo Padre nas suas decisões ou quando necessário escolher quem será o Papa.

Há dois tipos de Consistório Católico; o Ordinário que se reúne apenas com os Cardeais que estão em Roma e o Extraordinário que se faz com a presença de todos os Cardeais do Mundo.

Apenas como curiosidade: O Colégio Cardinalício é conhecido no mundo profano como o "Grupo Mais Seleto do Mundo", não sei se mudou, mas até ano passado era formado por 164 cardeais, dos quais 109 tinham menos de 80 anos e 55 mais de 80 anos.

Devemos deixar bem claro que em um Consistório Maçônico não há lideres religiosos e nem representantes de Igrejas.

Em verdade a origem do uso da palavra em nossos labores ficou sem uma explicação documental, simplesmente temos documentos históricos onde ele aparece, por exemplo: relata-se que em 1750, um Grande Consistório em Bordeaux redigiu os regulamentos dos Sublimes Cavaleiros do Real Segredo.

Porém, bem antes disso, nas antigas Catedrais, havia um grande espaço geralmente localizado em cima da Sacristia, que era usado para reuniões das Irmandades (Confrarias) ligadas à construção da Igreja ou mesmo ao Santo padroeiro.

Dos meus estudos a conclusão que cheguei está na palavra latina consistere que significa: “SENTAR JUNTOS” é assim que vejo uma reunião dos Consistórios Maçônicos.

Irmãos lado a lado, estudando, ensinando e aprendendo o valor da Prudência, da Honra e até do Silêncio e tendo apenas dois direitos, a Liberdade e a Justiça.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Impacto da Maçonaria na vida de um recém iniciado.

Refletindo como fazer um trabalho sobre o efeito da Maçonaria em minha vida após a iniciação, se fez necessário uma análise dos meus dias...