quinta-feira, 8 de março de 2012

Cinzel de Metal ou de Madeira?

Costumamos dizer que o Cinzel é o instrumento que dá forma às pedras brutas, mas por si só não é uma verdade. Sem a participação do Maço e a força do braço não haverá o sucesso da empreitada. 

Esta tríade: Cinzel + Maço + Força encerra interessantes inquietudes; faça um experimento, compre um cinzel, um maço, arrume uma pedra e tente esquadriar. 

É um exercício físico que lhe causará grandes atividades mentais. Você deverá localizar o ponto de bater, a posição do cinzel, a força a ser aplicada no maço, seus sentidos estarão lhe informando como a pedra está “reagindo” às batidas e a cada momento sua prudência estará mais ativa para não perder (num golpe descontrolado) o trabalho já feito. 

É neste momento que compreendemos a máxima : “A inteligência aplicada sobre a vontade” que devemos nos instruir e dedicar à obra. Imagine agora que esta “pedra bruta” seja você !!! Bom! 

Depois desse preâmbulo, voltemos à pergunta inicial: Cinzel de Metal ou de Madeira ? Algumas Lojas usam o cinzel de metal para dar mais “realismo” ao elemento. 

Outros acham que o cinzel de sua Oficina é de madeira, por ser apenas uma representação do “original” ou que por ser mais leve facilita a ritualística, temos também os “lógicos” que questionam; e como pode um instrumento de madeira cortar uma pedra? 

Na verdade o CINZEL É DE MADEIRA. Por uma questão de tradição, está no Livro da Lei. Nossa Lenda é baseada na construção do Templo de Salomão, trabalhamos dentro de ambiente inspirado nele e a tradição hebraico/judaica diz que lavrar um pedra com algum instrumento de metal a torna impura. 

O Rei Salomão recordando a Lei que Deus passou a Moises sobre a construção de altares (“Se você me fazer um altar de pedra, você não pode construí-lo com pedras lavradas, pois se você levantar sua ferramenta (metal) contra ela, profana-lo-ás”. Êxodo, capítulo 20, versículo 25). 

Os instrumentos de ferro simbolizavam a espada, artefatos de guerra e de morte, enquanto o Templo e o Altar são os símbolos da Paz e da Vida. Salomão desejando que não só o altar, mas todo o material em pedra do Templo, estivesse sacro e puro, ordenou que os trabalhos não fossem executados com instrumentos de ferro. 

Observem o que esta escrito em 1 Reis, capítulo 6, versículo 7: “Edificava-se a Casa do Senhor com pedras já preparadas nas pedreiras, de maneira que nem martelo, nem machado, nem instrumento algum de ferro se ouviu na casa quando a edificavam”. Portanto o tinir do cinzel de metal sobre pedras não é condizente com nosso labor. A intenção deste pequeno artigo é despertar em você a vontade de saber um pouco mais sobre o assunto, fazer uma Prancha de Arquitetura e quando ela estiver pronta, levar para sua Loja enriquecendo nosso Quarto de Hora de Estudos, se me permite uma sugestão, pesquise sobre SHAMIR. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Impacto da Maçonaria na vida de um recém iniciado.

Refletindo como fazer um trabalho sobre o efeito da Maçonaria em minha vida após a iniciação, se fez necessário uma análise dos meus dias...